Blog Page 3

Curso de qualificação vai beneficiar profissionais que produzem artesanato em Bandeirantes

A Prefeitura de Bandeirantes, através da FUNCEST, (Fundação de Cultura, Esporte e Turismo), em parceria com o Sindicato Rural, organizam nos próximos dias 13, 14, 15 e 16 de maio, um curso de bordado livre. O evento é direcionado aos profissionais que produzem artesanato no município.
Convida a todos os artesão e artesã de Bandeirantes. O curso vai acontecer na sede da FUNCEST, na praça Joaquim Pedro de Campos. As inscrições são gratuitas e as vagas são limitada a 16 pessoas. De acordo com Gustavo Sprott, o curso vai acontecer das 8h as 11hs d das 13h as 17hs.
Maiores informações com Gustavo 99839-2556 ou Cristiano 99944-9151.

Dona Lica coordena entrega de uniformes no CMEI e Leontina

A primeira dama de Bandeirantes, dona Lica, coordenou a entrega de uniformes aos estudantes do CMEI Recanto Feliz e na Escola Municipal Leontina Luciana da Silva. Cada um dos estudantes recebeu duas camisetas padrão que deverá ser usada pelos alunos em sala de aula. Após a entrega de todas as 2100 camisetas, o uso do uniforme será obrigatório.
Na Escola Municipal José de Anchieta Polo, a entrega dos uniformes ficou sob a responsabilidade da Direção da Unidade Escolar. O prefeito Àlvaro Urt deve finalizar a entrega dos uniformes nesta terça-feira.

Palestra sobre os perigos das Drogas reúne estudantes e autoridades em Bandeirantes

A Secretaria Municipal de Assistência Social, através do CREAS (Centro de Referência Especializado da Assistência Social) promoveu neste 02 de maio uma palestra sobre a Política Nacional sobre Drogas. O evento marcou o Dia Nacional de Luta pela Igualdade, Cidadania e Direitos Humanos. O objetivo foi chamar a atenção dos estudantes da rede estadual de ensino das frequentam as escolas de Bandeirantes, para os riscos e problemas provocados pelas drogas. O palestrante, Delegado responsável pela Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (DENAR) Dr. Gustavo Ferraris ressaltou questões ligadas a legislação e chamou a atenção para os malefícios do envolvimento com atos ligados ao narcotráfico. Ele esclareceu os estudantes de como agir em situações onde um traficante tente aliciar ou até mesmo comercializar produtos ilícitos nas escolas e fortaleceu a importância de se denunciar esses casos às autoridades. Novos eventos sobre o mesmo tema estão previstos para acontecer também nas escolas do município em breve.

Com festa, alunos recebem uniformes escolares em Bandeirantes

Pelo segundo ano consecutivo a prefeitura de Bandeirantes através da Secretaria Municipal de Educação iniciou nesta quinta-feira, 02, a entrega dos kits de uniformes que vão beneficiar os mais de 1000 estudantes da rede pública de ensino. O prefeito Álvaro Urt em companhia de Secretário Marco Paschoalim deu início a distribuição dos uniformes nas unidades escolares do município. São duas mil e cem camisetas que estão sendo entregues sem nenhum custo aos estudantes que recebem duas camisetas cada um.

De acordo com Paschoalim, os uniformes beneficiam desde os estudantes matriculados no berçário até as turmas do EJA (Educação de Jovens e Adultos). “Esse é mais um benefício que o prefeito Àlvaro Urt oferece a comunidade escolar. Estamos felizes por poder distribuir uniformes e ver a alegria ganhando forma nas comunidades escolares. Assim que todos os kits forem entregues, o uso será obrigatório”, lembrou o secretário. A entrega vai continuar acontecendo nesta sexta-feira. Os investimentos em melhorias e no fortalecimento da educação são uma prioridade da atual administração.

Mobilização nacional, o dia “D” da campanha contra influenza acontece no sábado em Bandeirantes

Dia 04 de maio é o Dia “D” da Vacinação contra obituário Influenza. Em Bandeirantes a vacinação vai acontecer das 08:00 as 17:00 sem intervalo para o almoço na Unidade Básica de Saúde “Honorato Coelho da Rocha” (Centro de Saúde) e no PSF I “Gedeão Nogueira da Rocha” (Silvino de Barros).

Além dos idosos, serão vacinadas crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 6 anos de idade, gestantes, as puérperas, os trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas e os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (A apresentação da prescrição médica será obrigatória para o grupo de comorbidade, durante a campanha).

Dia Nacional de Combate a Hipertensão Arterial será celebrado nesta sexta feira em Bandeirantes

Ação vai acontecer na praça Joaquim Pedro de Campos

A Prefeitura de Bandeirantes está organizando uma grande ação de Prevenção e Combate a Hipertensão Arterial. O evento, coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde visa promover a conscientização da população sobre os riscos do problema. Uma equipe do ESF I ” Gedeão Nogueira da Rocha” fará uma ação para aferição de pressão arterial, glicemia e orientação de hábitos alimentares. A Nutricionista Iriá Niedermeyer também vai participar da programação. Caso algum voluntário apresente alteração, será solicitado exames laboratoriais e agendamento para consulta médica. Os profissionais vão oferecer atendimento gratuito aos cidadãos nesta sexta feira, 26, a partir das 8h da manhã na Praça Joaquim Pedro de Campos.

Esta data tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre os cuidados básicos para prevenir a hipertensão arterial, um mal que atinge aproximadamente 25% da população brasileira, de acordo com o Ministério da Saúde. A hipertensão ou tensão alta é caracterizada quando a pressão arterial está acima dos 120 de máxima e 80 de mínima, convencionalmente chamado de “12 por 8”.

Entre os principais fatores que podem levar a hipertensão está o sobrepeso e obesidade, a má alimentação (muito consumo de sal), o sedentarismo, o tabagismo e, em alguns casos, o fator hereditário (indivíduos com pais hipertensões têm 30% de chances de também ser hipertenso).
Diagnóstico:
Medir a pressão regularmente é a única maneira de diagnosticar a hipertensão.
Prevenção e controle:
A pressão alta não tem cura, mas tem tratamento e pode ser controlada. Somente o médico poderá determinar o melhor método para cada paciente, mas além dos medicamentos disponíveis atualmente, é imprescindível adotar um estilo de vida saudável:
– manter o peso adequado, se necessário, mudando hábitos alimentares;
– não abusar do sal, utilizando outros temperos que ressaltam o sabor dos alimentos;
– praticar atividade física regular;
– aproveitar momentos de lazer;
– abandonar o fumo;
– moderar o consumo de álcool;
– evitar alimentos gordurosos;
– controlar o diabetes.
Os profissionais convocam todos que buscam o diagnóstico. Já os pacientes que são Hipertensos devem procurar a Unidade Básica de Saúde para acompanhamento.

Reforma do abrigo vai fortalecer atendimento as crianças assistidas

O abrigamento é uma medida de proteção especial, decidida pelo juiz, que ­determina a ­suspensão — não a perda — do poder familiar (Foto: Lia de Paula/Agência Senado)

Depois investir na conclusão da obra do CMEI, que vem transformando a qualidade do ensino gratuito no município e promovendo avanços importantes na estrutura da educação básica e de investir na melhoria e eficiência dos serviços públicos de saúde, agora chegou a vez do prefeito Álvaro Urt promover a recuperação da infraestrutura do Abrigo Municipal. A medida visa corrigir equívocos, fortalecer a capacidade de atendimento e permitir que as crianças tenham a disposição um local adequado e digno de quem precisa receber carinho, atenção e proteção.

Para o prefeito, essa é uma ação prevista no Plano de Governo e que vai ganhar forma nos próximos meses como mais uma demonstração de respeito aos filhos de Bandeirantes. “Temos investido em diversas ações que estão promovendo transformações importantes. O município tem diversos problemas e estamos, dentro das possibilidades, investindo em obras de reforma, ampliação e construção. O próximo passo agora é adequar a estrutura do nosso Abrigo, promovendo obras de melhorias que o local necessita e continuar oferecendo atendimento adequado, humanizado e dentro do que preconiza o Estatuto da Criança e do Adolescente”, enfatizou o prefeito.

Legalmente, o abrigamento é uma medida de proteção especial “provisória e excepcional” prevista pelo Estatuto da Criança e do Adolescente e aplicada a crianças e adolescentes cujos direitos foram desatendidos ou violados, seja por abandono, seja pelo risco pessoal a que foram expostos pela negligência dos responsáveis. A prefeitura de Bandeirantes é a responsável pela manutenção da entidade que atua de forma a atender as determinações judiciais. Quem decide pelo abrigamento é o juiz, que ¬determina a -suspensão — não a perda — do poder familiar e concede a guarda do menor ao responsável pelo abrigo. Os menores devem permanecer afastados da família biológica até que condições adequadas de convivência se restabeleçam ou que ¬sejam adotados.

Em Bandeirantes a responsabilidade pelo funcionamento do Abrigo é da Secretaria Municipal de Assistência Social que fornece a estrutura básica, pessoal e faz a gestão administrativa do local. Diariamente as crianças recebem refeições, cuidados especiais, atendimento psicológico e segurança. As responsabilidades legais dos abrigos são ainda maiores que as dos pais biológicos: além de assistir os menores nas necessidades materiais, emocionais, educacionais, religiosas (respeitada a crença e o desejo de cada criança), de saúde etc., devem oferecer-lhes a oportunidade de convivência com a comunidade e com a família (à exceção daqueles que devem ficar afastados dela por determinação do juiz) e apoiar essas famílias para que possam receber os filhos de volta, além de relatar a situação de cada criança, semestralmente, ao juiz competente.

Os abrigos são responsáveis por prover às crianças e aos adolescentes acolhidos todos os seus direitos fundamentais, utilizando todos os recursos oferecidos pelas políticas públicas municipais para zelar por sua integridade física e emocional.

É preciso ter claro que a medida de abrigo, além de excepcional, também tem caráter provisório, o que significa que se tem como objetivo último o retorno do abrigado para sua família de origem no prazo mais breve possível. Isso requer que, enquanto durar a aplicação da medida, os abrigos contribuam com os demais atores da rede de atendimento no sentido de buscar manter os vínculos familiares das crianças e dos adolescentes abrigados e de apoiar as famílias a receber seus filhos de volta e a exercer de forma adequada as suas funções

WhatsApp